GoiásPolítica

Em Rio Verde, Gustavo Mendanha intensifica diálogo com entidades do agronegócio

Em Rio Verde, Gustavo Mendanha intensifica diálogo com entidades do agronegócioO pré-candidato ao Governo de Goiás, Gustavo Mendanha (Patriota), intensificou as conversas com segmentos organizados ligados ao agronegócio durante agenda em Rio Verde, no Sudoeste goiano. O governadoriável esteve nesta quinta-feira (9) no município e destacou a importância do governo estadual para potencializar os resultados dos produtores rurais.

Os desafios do setor são os mesmos enfrentados em outras regiões de Goiás. A má qualidade da distribuição de energia elétrica é a campeã de reclamação, seguida pela falta de qualidade da malha rodoviária estadual para o escoamento da produção.

Líderes locais apontaram condição “ruim” da rodovia que liga Rio Verde a Montividiu, que concentra importantes propriedades rurais.

O diálogo com o setor tem sido importante também para a construção do plano de gestão do pré-candidato, que já reúne apoio de cinco partidos.

Por meio das reuniões, os representantes dos segmentos indicam os problemas enfrentados e questionam a visão do pré-candidato sobre projetos em andamentos.

“Venho para escutá-los. Sei das dificuldades enfrentadas por vocês que tem afetado a competitividade do Estado. Uma grande empresa não se instala em Goiás sem incentivos porque não tem atratividade”, explicou Gustavo.

Em visita ao Sindicato Rural de Rio Verde, a diretoria abriu as portas para escutar sobre as propostas voltadas ao agronegócio. O diretor sindical, Augusto Martins, aprovou a iniciativa do governadoriável de estabelecer o diálogo com o segmento.

“Apresentamos algumas demandas e ouvimos qual o posicionamento dele em relação a elas. Aqui os principais entraves são energia e infraestrutura”, destacou o representante sindical.

O presidente da Cooperativa Agroindustrial dos Produtores Rurais do Sudoeste Goiano (Comigo), Antônio Chavaglia, reforçou os problemas de distribuição de energia, que têm afetado as empresas a iniciar suas atividades, e posteriormente, pela falta de qualidade na continuidade do serviço.

Em visita à Associação Comercial e Industrial de Rio Verde, Mendanha destacou que o agronegócio “salvou o país quando havia o risco de uma recessão econômica, durante a pandemia do novo Coronavírus”.

Mendanha estava acompanhado pelas lideranças locais como o ex-governador e deputado federal Alcides Rodrigues (Patriota); o ex-deputado federal Heuler Cruvinel (Patriota); o prefeito de Santa Helena, João Alberto (Patriota); o ex-prefeito de Rio Verde, Juraci Martins; os presidentes do Agir e do DC, Paulo Daher e Alexandre Magalhães, respectivamente.

*Burocracia afeta resultados industriais*

Os processos burocráticos que envolvem as licenças ambientais e energéticas impedem o desenvolvimento das indústrias instaladas em Goiás, de acordo com Evaristo Paraúna, representante do Grupo Cereal, empresa familiar de grande importância em Rio Verde.

Essa é uma das queixas ouvidas pelo pré-candidato ao governo, Gustavo Mendanha, em conversas com empresários em Rio Verde nesta quinta-feira (9).

Outro ponto que os empresários pediram atenção especial durante agenda com Gustavo Mendanha é a alta tributação às empresas que buscam agregar valor aos produtos locais. “Precisamos oferecer condições para garantir a competitividade aos negócios”, afirmou.

Waldemar

Waldemar Rego é jornalista formado pela Faculdade Araguaia com diploma reconhecido pela Universidade Federal de Goiás UFG com extensão na área de mídia e política no cinema, fotografia jornalística e publicitária, diversidade cultural da mulher na comunicação, comunicação em tempos de mídias sociais, identidade visual em peças publicitárias e no jornalismo. Waldemar Rego também é artista plástico escritor poeta com vários livros a serem publicados.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo