Aparecida de GoiâniaSaúde

Vacinação segue em 34 postos fixos em Aparecida nesta semana

idosos Vacina para acima de 80 anos já está disponível nos 34 postos

Testagem com RT-PCR também continua em 10 locais, mediante agendamento pelo aplicativo Saúde Aparecida. Quarta dose da vacina para idosos acima de 80 anos já está disponível nos 34 postos

A Prefeitura de Aparecida, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, continua vacinando a população da cidade contra a covid-19 em 34 postos fixos. Qualquer morador acima de 12 anos pode procurar um desses locais, para receber a proteção contra a doença. Não é necessário agendar. Já as crianças de 5 a 11 anos têm a opção de receber o imunizante pediátrico contra o coronavírus em 8 postos fixos. A testagem para diagnóstico da doença também continua no município, em 10 locais, mediante agendamento. O exame oferecido pela Prefeitura é o do tipo RT-PCR, considerado padrão ouro.

Pontos de vacinação 12+

As vacinas para adolescentes e adultos estão disponíveis na Central de Imunização e nas Unidades Básicas de Saúde abaixo:

  • Andrade Reis
  • Bairro Cardoso;
  • Bairro Ilda;
  • Independência;
  • Buriti Sereno;
  • Campos Elíseos;
  • Cândido de Queiroz;
  • Caraíbas;
  • Chácara São Pedro;
  • Cruzeiro do Sul;
  • Expansul;
  • Independência Mansões;
  • Jardim Bela Vista;
  • Jardim Boa Esperança;
  • Jardim dos Buritis;
  • Jardim dos Ipês;
  • Jardim Florença;
  • Jardim Olímpico;
  • Jardim Paraíso;
  • Jardim Tiradentes;
  • Madre Germana;
  • Nova Olinda;
  • Papillon Park;
  • Parque Trindade;
  • Pontal Sul II;
  • Residencial Anhambi;
  • Residencial Garavelo Park;
  • Retiro do Bosque;
  • Jardim Riviera;
  • Rosa dos Ventos;
  • Santa Luzia;
  • Santo André; e Veiga Jardim.

A Central de Imunização funciona de segunda à sexta, das 8 às 18h, e aos sábados, das 8 às 12h. Já as salas de vacinação das UBS´s ficam abertas de segunda à sexta, das 8 às 16h.

Em todos esses 34 locais estão disponíveis imunizantes para a primeira dose, segunda ou para o reforço. A D1 é aplicada mediante a apresentação de documento de identidade ou certidão de nascimento e cartão SUS ou CPF. Menores de 18 anos precisam estar acompanhados de algum responsável.

Já a segunda dose é aplicada mediante a apresentação de documento de identidade ou certidão de nascimento, CPF ou Cartão SUS e o Cartão de Vacinação, de acordo com os intervalos mínimos previstos entre a primeira e a segunda aplicação: 28 dias para a Coronavac e oito semanas para Pfizer e AstraZeneca.

Qualquer pessoa acima de 18 anos que tenha recebido a segunda dose dos imunizantes Coronavac, AstraZeneca ou Pfizer há quatro meses já pode receber a dose de reforço (terceira dose) mediante a apresentação documento de identidade ou certidão de nascimento, CPF ou Cartão SUS e o Cartão de Vacinação. Quem recebeu a dose única da Janssen também pode receber o reforço no intervalo de dois meses.

4ª Dose

Desde a última quinta-feira, 25 de março, a Prefeitura de Aparecida aplica a segunda dose de reforço da vacina contra a covid-19 em todos os idosos acima de 80 anos aptos a receberem a “quarta dose”. Os imunizantes estão disponíveis também nos 34 postos fixos de imunização da cidade. Para receber a nova dose de reforço, é necessário respeitar o intervalo de 4 meses da última aplicação. Cerca de 4 mil moradores nessa faixa etária já podem receber a segunda dose do reforço.

A coordenadora lembra ainda que desde dezembro do ano passado Aparecida já vem aplicando a “quarta dose” em imunossuprimidos. “A vacinação contra a covid-19 é dinâmica e diversas adequações têm sido feitas desde o início da Campanha, conforme os estudos científicos avançam. Por exemplo, dados clínicos apontaram a eficácia e segurança da aplicação da segunda dose de reforço em indivíduos imunocomprometidos, com elevação significativa dos títulos de anticorpos, acarretando a adequação do esquema vacinal desse grupo. Agora chegou a vez dos idosos com mais de 80 anos”, reforçou.

Renata Cordeiro explica ainda que imunossuprimidos contempla o grupo de pessoas com Imunodeficiência primária grave; em tratamento quimioterápico para câncer; transplantados de órgão sólido ou de células tronco hematopoiéticas (TCTH) uso de drogas imunossupressoras; pessoas vivendo com HIV/AIDS; que fazem uso de corticóides em doses ≥20 mg/dia de prednisona, ou equivalente, por ≥14 dias; uso de drogas modificadoras da resposta imune; que tenham doenças auto inflamatórias, doenças intestinais inflamatórias; pacientes em hemodiálise; e pacientes com doenças imunomediadas inflamatórias crônicas.

Vacinação pediátrica

A vacinação infantil ocorre na Central de Imunização e nas UBS´s dos bairros Andrade Reis, Anhambi, Cardoso, Veiga Jardim, Retiro do Bosque, Jardim Olímpico e Cândido de Queiroz. Para receber a proteção contra o novo coronavírus, as crianças precisam estar acompanhadas de um responsável legal e apresentar certidão de nascimento ou RG, cartão SUS ou CPF e o cartão de vacinação. Caso o responsável não possa acompanhar, basta assinar um termo de autorização, que deve ser apresentado no momento da imunização.

“É importante que levem as crianças para vacinar e o intervalo mínimo de 15 dias, antes e depois da aplicação desse imunizante para recebimento de qualquer outra vacina”, destaca a coordenadora de Imunização de Aparecida, Renata Cordeiro.

Testagem

Além de postos fixos de vacinação, Aparecida conta também com 10 locais para realização de testes que permitem o diagnóstico da covid-19, sendo 7 UBS’s e três drive-thrus. Em todos os postos, o exame disponibilizado é o RT-PCR, conhecido popularmente como teste do cotonete. Ele é realizado mediante agendamento pelo aplicativo “Saúde Aparecida”, bem como por encaminhamento médico. O acesso ao app pode ser feito diretamente no site da Prefeitura.

O exame padrão ouro está disponível, de segunda à sexta, nas UBS’s Garavelo Park, Independência Mansões, Expansul, Tiradentes, Buriti Sereno, Pontal Sul e Chácara São Pedro e nos drives do Centro de Especialidades, Hospital Garavelo e da Cidade Administrativa, das 8 às 16 horas. Além disso, nas Unidades de Pronto Atendimento (UPA’s) e hospitais da cidade, o teste é feito 24h, todos os dias da semana, em pacientes internados.

Os resultados do RT-PCR ficam prontos entre 24h e 48h, dependendo da demanda, e as pessoas testadas recebem um protocolo para verificar o laudo do exame no site do laboratório. Quem testa positivo para a Covid-19 é orientado e monitorado pela equipe de Telemedicina da Secretaria de Saúde.

Waldemar

Waldemar Rego é jornalista formado pela Faculdade Araguaia com diploma reconhecido pela Universidade Federal de Goiás UFG com extensão na área de mídia e política no cinema, fotografia jornalística e publicitária, diversidade cultural da mulher na comunicação, comunicação em tempos de mídias sociais, identidade visual em peças publicitárias e no jornalismo. Waldemar Rego também é artista plástico escritor poeta com vários livros a serem publicados.

Artigos relacionados

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo