Governo de Goiás se omitiu e a tragédia estava anunciada, diz Caiado

Posted On 05 jan 2018
Comment: Off
caiado 1
O líder do Democratas no Senado Federal, Ronaldo Caiado (GO), fez duras críticas à política prisional do governador Marconi Perillo que levou às rebeliões ocorridas neste início de 2018 no estado.
Caiado denunciou que já havia o conhecimento prévio de que as rebeliões de Aparecida de Goiânia e Rio Verde iriam acontecer após agentes penitenciários apontarem indícios do que ocorreria, o que foi negligenciado pelo governo estadual.
“Uma tragédia anunciada e negligenciada. Já haviam alertas de agentes penitenciários sobre as rebeliões, ressaltando a falta de agentes, o trabalho extenuante e o mais grave: o domínio de facções do tráfico de drogas atrás das grades. A escolha de fazer ‘vista grossa’ para o problema nos trouxe a atual tragédia”, afirmou Caiado.
Para o democrata, nao dá mais para omitir o grave problema que o estado tem nas mãos, cabendo ao governador a tarefa de assumir a responsabilidade em tentar recuperar o controle sobre os presídios do Estado dominados por facções do tráfico de drogas.
“Cabe agora ao governador assumir a responsabilidade sobre o ocorrido, capacitar e dar estrutura para que o serviço de inteligência prisional identifique os líderes de facções e os separem do convívio com outros presos. Capacidade dos agentes para isso existe. Basta ao governo investir com seriedade. Chega dessa política da fechar os olhos ao crime organizado dentro dos presídios. É hora de pulso firme e tolerância zero para assumir o problema e tratá-lo como ele é: uma ausência do Estado no controle sobre a disciplina interna de seus presídios”, definiu.
About the Author