Edward Madureira é candidato a Reitor da UFG

Posted On 10 abr 2017
By :
Comment: Off

DOUTOR AGRONOMIADoutor em Agronomia e suplente na Câmara Federal pelo PT, Edward Madureira deverá concorrer à reitoria da Universidade Federal de Goiás (UFG), instituição que ele já administrou por duas vezes. Segundo noticiado pela imprensa goiana, se ganhar, ele sai do PT e não disputa cargo eletivo para a Câmara. Seus concorrentes na disputa pela UFG – Reginaldo Nassar e Romualdo Pessoa acham improvável que um candidato com votação expressiva como foi a de Edward, deixe de disputar as próximas eleições em 2018. Madureira obteve 58,865 votos. Durante a reunião de pauta para estruturação temática dos líderes que o apoiam, Madureira recebeu a equipe do jornal Gazeta Universitária para falar um pouco sobre questões pontuais da instituição e sua linha projetos e atuação como futuro Reitor.

E a terceira vez que o senhor concorre à reitoria da Universidade Federal de Goiás?

Sim, foram dois mandatos consecutivos depois do intervalo estou retornando a disputa pela reitoria da UFG.

O que o senhor traz de inovação para a próxima campanha?

Exige- se muito da próxima gestão da Universidade, haverá cobranças em relação às conquistas que a Universidade alcançou até agora, de toda sua dimensão e do seu papel perante a sociedade. Vivemos num momento de restrição orçamentária na Universidade desde o ano passado em função da crise econômica do País, esse momento deve prolongar-se pelos próximos anos, entretanto a Universidade adquiriu nesses últimos 10 anos uma infraestrutura invejável do ponto de vista de laboratórios, edificações e principalmente de recursos humanos.

A grande pergunta é como a Universidade pode interagir mais com a sociedade? Entendendo a sociedade na sua mais completa complexibilidade tanto para os governos, a população, as entidades civis, sejam os movimentos, os empresários enfim, como a Universidade dialoga, e como a Universidade pode ser uma propositora de soluções para o dia a dia das pessoas. Nós temos competência para isso e pra muito mais, mas de que modo poderíamos fazer para potencializar isto? Eis á questão.

O grande foco seria um projeto de extensão da faculdade para a sociedade?

Sim, mas sem esquecer de que isso só acontecerá com a produção do conhecimento, da pesquisa, da pós-graduação e com uma boa graduação e também um ensino básico de muita qualidade. A Universidade e edificada num tripé que é o ensino, a pesquisa e a extensão, que precisam estar bem articulado. Esse tripé precisa estar articulado para que a Universidade possa cumprir na plenitude, sua função. Este diálogo com a sociedade se dá a partir da pesquisa, da graduação, e pós-graduação.

O governo federal vem reduzindo gastos com o ensino superior, como lidar com essa situação?

Com relação à remuneração dos salários da Universidade, dos professores, mesmo aqueles mais qualificados, não são salários elevados, isso ainda é uma questão de reconhecimento.

Uma de suas pautas seria atuar no sentindo melhorar o salário dos servidores?

Claro que os dirigentes são chamados á contribuir nestas questões, mas os sindicatos também fazem esse papel com muita competência e responsabilidade, e não iremos nós furtar a isto. Já em relação do financiamento que a Universidade possa captar é importante ressaltar que qualquer outra forma de financiamento é absolutamente complementar, seja ela de governos estaduais, municipais ou de empresas. O financiamento da Universidade é de responsabilidade do governo, e deve continuar sendo responsabilidade do Governo federal, ou seja, o Governo Federal não pode se omitir do financiamento. A Universidade torna-se um instrumento de desenvolvimento, de inclusão que permite a ascensão social das pessoas e permite a construção de uma sociedade melhor.

É responsabilidade do governo federal este financiamento, e vencendo as eleições iremos lutar para que o governo federal não fuja da sua responsabilidade de garantir um financiamento compatível com aquilo que a Universidade pode fazer, e a universidade pode muito é o que citamos anteriormente na verdade. Os nossos quadros, as nossas potencialidades, diria, são infinitas, mas com o financiamento adequado. Nós iremos dar as respostas que o governo e a sociedade almejam de nós.

 OPINIÃO – MAGNO MEDEIROS

MAGNO 456788Magno Medeiros – Diretor da FIC – UFG, um dos apoiadores de Edward.

Edward Madureira lança sua volta como Reitor na Universidade Federal de Goiás (UFG). O que dizer dessa nova proposta ou não é tão nova assim, uma vez que ele já cumpriu 02 mandatos?

Bem, o Edward foi reitor durante por dois mandatos, essa é a terceira e uma possibilidade. Trata-se de algo novo sim, pois a cada mandato é uma experiência nova, um novo projeto. Dessa vez, fundamentalmente sua gestão será uma gestão que se sustentará pela força do coletivo, uma gestão na qual o professor Edward manterá sua postura de diálogo, de entendimento, de conciliação e pelos seus projetos arrojados que sempre leva com altivez, serenidade e com muita garra.

O professor Edward é unanimidade no campo intelectual, então se torna mais leve apoiar um candidato como esse?

Sim, sem dúvida alguma.  Trata-se de uma pessoa com ampla experiência no administrativo, além de conhecer a fundo a Universidade Federal de Goiás, por isso apoiamos a candidatura do professor Edward, pelo seu diálogo, pela sua garra, pela sua determinação. Entendemos que será uma experiência renovadora e inovadora, creio que ele possui todas as credenciais para fazer uma ótima gestão.

About the Author