Câmara de Aparecida de Goiânia inaugura nova sede legislativa

Depois de 41 anos a Câmara de Vereadores de Aparecida enfim vai conseguir receber com dignidade a população. O presidente Vilmar Mariano - Vilmarzin -  (MDB) diz que se sente gratificado em conseguir fazer, logo em sua primeira gestão como presidente, a nova sede - ainda que seja provisória. Há um projeto para a nova sede a ser implantado.

Depois de 41 anos a Câmara de Vereadores de Aparecida enfim, vai conseguir receber com dignidade a população. O presidente Vilmar Mariano – Vilmarzin –
(MDB) diz que se sente gratificado por conseguir fazer, logo em sua primeira gestão como presidente, a nova sede – ainda que seja provisória. Há um projeto para a nova sede a ser implantado.

A Câmara Municipal de Aparecida de Goiânia promoveu, na manhã de hoje, 06, café da manhã à imprensa e personalidades políticas da cidade para apresentar a nova sede do legislativo municipal, localizada na Avenida de Furnas no Setor Maria Luíza, em substituição ao antigo prédio, que ficava na rua Benedito Batista de Tolêdo, no setor Central.

A mudança para um novo prédio era um anseio antigo, tanto dos parlamentares e servidores da Câmara, quanto da população que frequenta as sessões legislativas. A estrutura acanhada e retrógrada do antigo prédio já não comportava o desenvolvimento e crescimento da cidade. A população de Aparecida de Goiânia há tempos merece uma Câmara Municipal que recebe com qualidade o seu povo.

A demanda pela alteração foi objetivo de diversos presidentes que estiveram à frente do poder legislativo. Tanto que o atual prefeito e ex-presidente da Câmara, Gustavo Mendanha (MDB), em 2014, chegou a lançar um projeto para construção de uma nova Casa de leis. Entretanto, só agora em 2018, que a tão sonhada nova sede será alcançada. Ainda que provisoriamente, o presidente da Câmara, Vilmar Mariano (MDB), afirma que a nova estrutura receberá a contento a população aparecidense e, ainda, garante que durante seu mandato será iniciada a construção da sede definitiva da Câmara.

 “Trata-se de uma sede provisória diante da dificuldade de já construir a sede definitiva. Entretanto, estamos alcançando os recursos necessários para em maio iniciar as obras da Câmara definitiva. Em relação ao prédio que inauguramos hoje, ele contempla com qualidade a população de Aparecida, além de dar maior condições de trabalho aos vereadores”, pontuou Vilmarzin.

Sobre os fundos para a Câmara, o presidente explicou que em um esforço conjunto dos vereadores, economizando e cortando assessores, foi possível arrecadar só no ano passado R$ 1.720.000,00, que serão revertidos para a construção da sede definitiva.

Em seu discurso, o prefeito Gustavo classificou como um dia histórico para a cidade a inauguração da nova instalação do poder legislativo.

“Aparecida é uma das cidades que mais cresce no país, a segunda maior do estado, e essa obra simboliza todo esse crescimento e desenvolvimento de nossa cidade. Esse novo prédio dará conforto a população e aos servidores” citou Gustavo Mendanha.

Histórico e estrutura do antigo prédio

O prédio que era utilizado pela Câmara, além de possuir um plenário bem pequeno para o tamanho atual de Aparecida, era marcado pela falta de unidade. Diversos departamentos do órgão estavam em vários outros prédios, sendo que os próprios gabinetes não ficavam no mesmo local que o plenário. Tal característica dificultava bastante o trabalho desenvolvido pelo órgão, assim como àqueles que buscavam tratar de algum assunto no legislativo.

As deficiências estruturais se deram, principalmente, em virtude do longínquo período de construção do prédio, data da inauguração da primeira legislatura em 31/01/66, durante a presidência do vereador João Vaz da Silva. Uma curiosidade sobre esse período é que antes da construção de um plenário, as deliberações legislativas eram realizadas nas casas das pessoas.

Estrutura da nova sede

Ela será composta por uma fachada toda em blindex, um estacionamento no subsolo para até 30 carros. No primeiro andar, ficará basicamente a estrutura administrativa da Câmara, com mais de 20 salas distribuídas em local de reunião, administração, presidência e vice-presidência e mais. Já no térreo, local onde serão realizadas as sessões, terão, ao todo, 24 salas funcionando, incluindo gabinetes, sala de imprensa, de reunião, cozinha, recepção e o plenário, que será amplo, moderno e bem distribuído. Além dos 25 parlamentares, ele comportará 120 pessoas sentadas. O plenário recebeu o nome de João Antônio Borges, em homenagem ao ex-presidente da Câmara por três mandatos, que faleceu em dezembro do ano passado. Também nessa ala existem três banheiros, um deles para portadores de necessidades especiais.

Custo benefício

Na antiga sede, a despesa com os aluguéis pagos ficava em R$ 36 mil, nesta nova sede, os custos serão de R$ 40 mil, mas em contrapartida o plenário está ampliado em quatro vezes mais lugares, o benefício de ter todos os departamentos e gabinetes dentro de um mesmo local.

facebook_1517942427772VEREADORES DA ATUAL LEGISLAÇÃO

About the Author

Leave a Reply