Destaques

Aparecida é a sexta cidade brasileira em geração de empregos

Aparecida de Goiânia é a sexta cidade brasileira que mais gerou empregos em 2017. Entre os 5.570 municípios, Aparecida criou 3.804 novos postos de trabalho.  A informação foi divulgada na última segunda-feira, 15,

Prefeito lança Campanha Aparecida contra o Aedes

Durante a campanha, os agentes vão visitar os 258 mil imóveis da cidade. O objetivo é conscientizar população no combate ao mosquito. (Foto: Wigor Vieira – SMS) O prefeito Gustavo Mendanha e o

The lawfere

Do populismo de direita para o nazifascismo é pulo (foto: divulgação). Pouco se falava disso, mas na política ela é usada muito mais que se imagina. A ação de governos na interpretação, manipulação e aplicação das

Candidato ao governo deve ter respaldo popular e condições de implantar novo projeto de gestão, diz Caiado

O senador Ronaldo Caiado (Democratas) afirmou nesta segunda-feira (16/01) à Rádio 820 que o candidato ao governo de Goiás da oposição deve ser competitivo, ter respaldo popular e condições de implantar um novo

Jornalista Waldemar Rêgo deverá lançar candidatura a Deputado Estadual por Aparecida

Como o desgaste dos pré-candidatos da base política de Aparecida que está no poder é muito grande, o jornalista Waldemar Rêgo pretendente lançar candidatura ao cargo de deputado estadual pelo PSB confrontando

Aparecida

Aparecida é a sexta cidade brasileira em geração de empregos

Aparecida de Goiânia é a sexta cidade brasileira que mais gerou empregos em 2017. Entre os 5.570 municípios, Aparecida criou 3.804 novos postos de trabalho.  A informação foi divulgada na última...

Goiânia

Candidato ao governo deve ter respaldo popular e condições de implantar novo projeto de gestão, diz Caiado

O senador Ronaldo Caiado (Democratas) afirmou nesta segunda-feira (16/01) à Rádio 820 que o candidato ao governo de Goiás da oposição deve ser competitivo, ter respaldo popular e condições de...

Goiás

Candidato ao governo deve ter respaldo popular e condições de implantar novo projeto de gestão, diz Caiado

O senador Ronaldo Caiado (Democratas) afirmou nesta segunda-feira (16/01) à Rádio 820 que o candidato ao governo de Goiás da oposição deve ser competitivo, ter respaldo popular e condições de...

Brasil

Começa nesta terça-feira (23) o período para entrega da declaração da Relação Anual de Informações Sociais (Rais) de 2017. O preenchimento e envio desse documento é obrigatório a todas as pessoas jurídicas que estavam com CNPJ ativo na Receita Federal no ano passado, com ou sem empregados, e a todos os estabelecimentos com Cadastro de Empresa Individual (CEI) que possuem funcionários. Microempreendedores individuais (MEI) só precisam declarar a Rais se tiverem empregados. O prazo final é 23 de março. A Rais é a fonte de informação mais completa sobre empregadores e trabalhadores formais no Brasil. Nela constam dados como o número de empresas, em que municípios estão localizadas, o ramo de atividade e a quantidade de empregados. Ela também informa quem são os trabalhadores brasileiros, em que ocupações estão, quanto ganham e qual o tipo de vínculo que possuem com as empresas – se são contratados por tempo indeterminado, temporários, servidores públicos ou estão ocupando cargos comissionados. O ministro do Trabalho em exercício, Helton Yomura, lembra que, além de uma estatística importante, a Rais é fundamental para o reconhecimento efetivo dos direitos trabalhistas dos trabalhadores. “A Rais é o censo do trabalho formal no Brasil. O governo usa os dados da Rais na elaboração de políticas públicas de emprego. Além disso, o trabalhador que não estiver na Rais não pode sacar o Abono Salarial, o Seguro Desemprego, sem contar o tempo para aposentadoria e outros direitos trabalhistas. Portanto, é imprescindível que as pessoas entreguem sua declaração dentro do prazo previsto”, enfatiza. Novidades – Neste ano, a Rais tem uma particularidade: as novas modalidades de emprego criadas a partir da modernização trabalhista, como o trabalho intermitente e tempo parcial, deverão estar especificadas no formulário. O objetivo é o monitoramento do mercado de trabalho em todas as modalidades de contração. Quem não entregar a declaração da Relação Anual de Informações Sociais no prazo estabelecido ou fornecer informações incorretas pagará multa. Os valores variam conforme o tempo de atraso e o número de funcionários e vão de R$ 425,64 a R$ 42.641,00. Como declarar – A portaria nº 31, que trata das regras para declarar a Rais 2017, foi publicada no Diário Oficial da União no último dia 17 de janeiro. A declaração da Rais deverá ser feita somente via internet. Para fazer a declaração, é preciso utilizar o programa GDRAIS 2017, que será disponibilizado no site www.rais.gov.br a partir desta terça-feira (23). Estabelecimentos sem vínculos empregatícios no ano-base devem fazer a Declaração da Rais Negativa Web. Todas as orientações sobre como fazer a declaração podem ser encontradas no Manual da Rais 2017, disponível no site.

Começa nesta terça-feira (23) o período para entrega da declaração da Relação Anual de Informações Sociais (Rais) de 2017. O preenchimento e envio desse documento é obrigatório a todas as pessoas...

Mundo

off

Caso Jerusalém: entenda o tamanho da onça que Trump cutucou

Trump decidiu reconhecer Jerusalém como capital de Israel. Se a sede do governo israelense fica lá, qual é o problema, então? A resposta trespassa toda a história do conflito entre...
Posted On 19 dez 2017
, By

Cultura

off

Exposição de Basquiat passa por quatro capitais brasileiras em 2018

Retrospectiva sobre o artista afro-americano no CCBB reunirá mais de 80 peças do artista, entre quadros, desenhos, gravuras e pratos pintados Uma grande retrospectiva da obra do artista...
Posted On 19 dez 2017
, By